terça-feira, 8 de abril de 2008

PROPOSTA
Apresentada em 8 de Abril
ao Presidente da Assembleia Municipal de Estarreja

1º Considerando que todo o país discute e toma posição sobre o traçado do TGV, excepto Estarreja;
2º Considerando que a linha do TGV vai passar a nascente do concelho ocupando uma grande faixa do seu território;
3º Considerando que está prevista a construção de uma futura estação no concelho de Albergaria-a-Velha;
4ºConsiderando que a versão final não está completamente decidida e estamos, por isso, em tempo de acautelar os interesses de Estarreja;
5º Considerando que o Presidente da Câmara de Estarreja não tem manifestado qualquer ideia sobre o assunto, nem desenvolvido qualquer diligência no sentido de acautelar os interesses do município;

O Partido Socialista de Estarreja propõe a realização urgente de uma Assembleia Municipal Extraordinária, com o objectivo principal de eleger uma comissão encarregada de avaliar todos os impactos e reflexos que o TGV terá em Estarreja. Este grupo de trabalho deverá ser composta por membros da AM e outros interessados (desde autarcas, a colectividades, construtores civis, entre outros que se revelem pertinentes), para que, todos juntos, possamos ter total consciência do problema e das possíveis soluções que se apresentem.

Mais propõe o PS que a referida comissão seja presidida pela sua líder, Marisa Macedo, uma vez que é sua a autoria da iniciativa e uma vez que o Presidente da Câmara de Estarreja não tem mostrado saber liderar este assunto, nem sequer se lhe conhece opinião sobre o mesmo, ao contrário de presidentes de câmaras vizinhas.

Se o traçado vai afectar todo o nascente do concelho, o PS entende que se deverá lutar para que a futura estação se localize em território de Estarreja. Ou, se tal for manifestamente impossível, que seja garantida a sua construção o mais próximo possível do limite territorial do concelho, para que Estarreja possa daí colher dividendos para o seu desenvolvimento.

Estarreja não pode ser ultrapassada nos seus interesses, nem pode perder novas oportunidades de desenvolvimento, por não ter liderança à altura dos desafios, como se verificou com o IKEA.

Estarreja, 8 de Abril de 2008
Pelo Grupo Parlamentar do Partido Socialista na Assembleia Municipal de Estarreja

Pela Comissão Política do Partido Socialista de Estarreja
Marisa Macedo