quinta-feira, 24 de abril de 2008

NOTA DE IMPRENSA - ESCLARECIMENTO
Proposta de Assembleia Municipal extraordinária sobre o TGV

Na sequência da proposta apresentada pelo PS Estarreja para que fosse agendada uma Assembleia Municipal Extraordinária com o objectivo de se analisar e discutir todos os impactos que a passagem do TGV causará em Estarreja, passando pela eleição de uma comissão eventual de abrangência alargada, o Senhor Presidente da Assembleia Municipal decidiu convocar uma reunião da Comissão Permanente da AM, alegando que, embora reconhecendo a necessidade de debater o assunto, importaria salvaguardar o segredo das negociações entre a CME e o Governo, que ele julgava existir.

Por respeito ao Senhor Presidente da AM, o PS decidiu estar presente, embora tivesse afirmado logo no início da reunião que a importância do assunto não se compadece com reuniões de “cariz privado”, uma vez que entende que o debate tem de ser público, para ser participado e eficaz. Além disso, o PS afirmou desde logo, que defendendo um debate público, não faria qualquer sentido estar a exprimir opiniões em reuniões deste tipo. O PS permaneceu na reunião, onde o Senhor Presidente da Câmara expôs o que entendeu sobre o assunto.

Do resultado dessa reunião, ficou-se a saber três coisas: primeiro, que o Senhor Presidente da Câmara é contra o TGV tal como foi contra o IC1 a Nascente; segundo, que não há qualquer negociação que defenda os interesses de Estarreja, entre a CME e o Governo; terceiro, que o Senhor Presidente não quer o assunto debatido publicamente, para tentar esconder da população os altíssimos impactos que o TGV terá em algumas zonas do concelho.

No final da reunião, perante o “aparte” irónico do Senhor Presidente questionando se «quem não manifesta opiniões também tem direito a receber senhas de presença», a líder do PS Estarreja, depois de assinalar a sua presença, escreveu na respectiva folha de presenças que doava o valor da senha a que tinha direito, a favor da Câmara Municipal de Estarreja, para que o seu valor fosse aplicado na “obra do regime” do Senhor Presidente: a Rua das Patas, em Avanca, acerca da qual o Senhor Presidente permanentemente se queixa de não conseguir desanexar 650m2 da Reserva Agrícola Nacional! A líder do PS acrescentou ainda que aguardava a emissão do recibo correspondente.

Estarreja, 23 de Abril de 2008
A Presidente da Comissão Política do PS Estarreja
Marisa Macedo