quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

NOTA À IMPRENSA
Urgências do Hospital de Estarreja

1 – Face aos factos que têm vindo a público sobre o serviço de urgências no Hospital de Aveiro, nomeadamente esta última situação que envolveu directamente um cidadão de Estarreja, entende o Partido Socialista de Estarreja que, até estarem apuradas as conclusões do inquérito da Inspecção Geral de Saúde e até o Hospital de Aveiro dar garantias de poder assumir o pleno atendimento dos utentes provenientes de Estarreja como é exigível, as urgências do Hospital de Estarreja deverão permanecer abertas 24 horas, mesmo nas actuais condições.
2 – O Partido Socialista, na defesa intransigente da população de Estarreja, está a envidar esforços junto das estruturas do Ministério da Saúde – através dos seus deputados eleitos por Aveiro e, nomeadamente, da deputada Marisa Macedo - para que Estarreja venha a ter, no mais curto espaço de tempo possível, a ambulância prevista no protocolo, e que se avance, desde já, com a reestruturação das extensões de saúde do concelho, de forma a reforçar os cuidados de saúde primários, bem como pela concretização das medidas previstas no protocolo que ainda não estão implementadas.
3 - O Partido Socialista de Estarreja considera que o protocolo celebrado com o Sr. Ministro da Saúde, que prevê o encerramento entre as 24 e as 8 horas da manhã das actuais urgências (serviço que os estarrejenses julgavam ser um verdadeiro serviço de urgência), dado os benefícios que, por outro lado, introduzirá no Hospital Visconde de Salreu, tornará esta unidade hospitalar melhor, mais bem equipada e com maior capacidade de resposta, desde que seja escrupulosamente cumprido.

Estarreja, 24 de Janeiro de 2008
A Comissão Política do PS Estarreja